Lavar as mãos: o primeiro passo para um corpo e boca saudável

Lavar as mãos: o primeiro passo para um corpo e boca saudável

Ato é reconhecido pela Organização Mundial de Saúde (OMS) como um dos principais instrumentos contra epidemias e infecções

A higienização das mãos é comprovadamente a melhor forma de prevenir a disseminação de doenças e infecções. Isso se dá porque a pele tem a capacidade de abrigar micro-organismos e transferi-los de uma superfície a outra. Para a saúde bucal, manter as mãos limpas também é muito importante. A boca, além de ser a porta de entrada para vírus e bactérias presentes nas mãos, também está suscetível a infecções causadas por esses micro-organismos.

“Lavar as mãos é a medida considerada mais simples que visa minimizar o risco de transmissão de infecções na prática odontológica”, afirma a cirurgiã-dentista Silvana Frascino, integrante da Câmara Técnica de Odontopediatria do Conselho Regional de Odontologia de São Paulo.

Uma pesquisa de 2015 feita pelo Ibope Inteligência revelou que um em cada quatro brasileiros não lava as mãos após ir ao banheiro. E os que lavam nem sempre o fazem corretamente.

Algo tão simples quanto lavar as mãos pode diminuir casos de diarreia, doenças respiratórias e conjuntivite por exemplo, sendo um ato reconhecido pela Organização Mundial da Saúde como um dos principais instrumentos contra epidemias, como, por exemplo, a COVID-19, causada pelo coronavírus, que já infectou mais de 80 mil pessoas pelo mundo. Na última semana, foi confirmado o primeiro caso da doença no Brasil, em um homem, morador de São Paulo, que voltou recentemente de uma viagem ao norte da Itália.

Como e quando lavar as mãos

Apenas “passar uma água” nas mãos depois de usar o banheiro ou antes de comer não é o suficiente para realizar a higiene corretamente. A água sozinha não é capaz de eliminar os germes e bactérias, sendo necessário o uso de sabão e esfregar não só as palmas das mãos, como também o dorso, os espaços entre os dedos, as unhas, pontas dos dedos e o punho.

Segundo a cirurgiã-dentista, lavar as mãos deve ser um hábito recorrente, realizado sempre que possível. Mas há momentos em que a lavagem é fundamental. “A higiene das mãos deve ser feita sem falta antes e após o preparo de alimentos, antes de comer, antes e após tratar qualquer machucado, principalmente em crianças, antes e depois de entrar em contato com pessoas doentes e sempre depois de usar o banheiro”, diz Silvana.

Higiene das mãos e higiene bucal

Outro momento em que lavar as mãos é recomendado é antes de realizar a higiene bucal, que consiste em escovação e uso do fio dental. “As mãos estarão em contato próximo com a boca durante a higiene bucal, por isso mantê-las limpas é importante para que micro-organismos não sejam ingeridos”, ressalta a cirurgiã-dentista.

Ainda segundo Silvana, pais cujas crianças ainda não escovam os dentes sozinhas também devem fazer uma boa higienização das mãos antes de escovar os dentes dos filhos.

Fonte: CROSP

Fechar Menu
WhatsApp chat